domingo, 2 de maio de 2010

DENTRO E FORA



Por fora, tenho tantos anos,
que você nem acredita.
Por dentro, doze ou menos,
e me acho mais bonita.

Por fora, óculos;
algumas rugas, gordurinhas,
prata nos tintos cabelos.
Por dentro sou dourada,
Alma imaculada, corpo de modelo.

Por fora, em aluviões,
batem paixões contra o peito.
Paixões por versos, pinturas,
filosofia e amigos sem despeito.
Por dentro, sei me cuidar,
vivo a brincar, meio sem jeito.
Não me derrota a tristeza;
não me oprime a saudade;
não me demoro padecente.

E é por viver contente,
que concluo sem demora:
é a menina que vive por dentro,
que alegra a mulher de fora!!!


Luan Jessan

3 comentários:

Mila disse...

Olá Sél!
É um dos poemas mais sensitivos e doce que já li, realmente o que somos está por dentro, esse corpo só é morada...
Visite-me quando puder, amarei recebê-la.
Bjs com carinho!
Mila

Mônica Chaves disse...

oi linda... que blog lindo!!! parabéns!!!
Vim agradecer e retribuir a visita, muito obrigada pelos elogios e pelo carinho, vc me emocionou...
fique com Deus, muita luz e muita paz em seus caminhos!!!

bjãozão!
Mônica Chaves

Paulete disse...

"As mais lindas coisas da vida, não podem ser vistas nem tocadas, mas sim, sentidas pelo coração."
Parabéns pelo blog, adorei.
Obrigada pela visita em meu blog.
Seja sempre bem vinda.
Bjkas