segunda-feira, 25 de abril de 2011

AUTO-RETRATO



Lágrima

(que para tantos é dor)
para mim é chuva breve
horizonte
brisa leve
arco-íris
sol e cor

é palavra a ganhar rima
poema que me fascina
o verso que me seduz
meus olhos são como tela
vendo a vida da janela
pintura, sombra e luz

e cada lágrima que brota
sabendo que ninguém nota
qual rio desaguando ao léu
refaço-me passo a passo
descubro em suaves traços
que meu mundo é um pincel.


Alice Daniel

Um comentário:

✿ chica disse...

Muito lindo poema! beijos,lindo dia!chica