quarta-feira, 22 de maio de 2013

SOU VENTO E AR

As vezes, eu sou como o vento
Que passa com toda sua fúria
Levando comigo todas as dores
Que não sentem piedade alguma.

As vezes, eu sou a brisa suave
Que acaricia teu rosto com leveza
E seguindo o meu coração amante
Eu sou sua paixão e o seu amor.

Também, sou o ar que você respira
Sou o sol de todas tuas manhãs frias
Sou o teu sorriso mais lindo gostoso.

Sou a primeira flor a desabrochar
Com seu perfume inebriante
Sou eu o pulsar do seu coração
Resumindo, eu sou o teu amor.


Joe Luigi

2 comentários:

Mgtcs disse...

Belo poema, excelente conteúdo! Parabéns!

Sél disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário carinhoso, Mônica.
Retribui sua gentileza e visitei seu blog...muito bom, poesias e imagens belíssimas.
Abraços e volte sempre.