domingo, 11 de maio de 2014

TODO CORPO


Todo corpo
toda vida explica
nos seus rastros
sempre uma notícia
escrita nos seus traços
todos os anseios
no mover dos braços

todo corpo
traz um benefício
sobre suas curvas
e algum sacrifício
com lembranças turvas
marca suas dobras

todo corpo amado
ou desolado chora
toda sua virtude
e seu pecado aflora

todo corpo
mostra seus segredos
e encontra outros medos
quando abre os olhos

todo corpo
uma mente oculta

todo corpo é alma
enquanto vida pulsa

Cândida Alves

Um comentário:

✿ chica disse...

Linda poesia,bem escolhida! bjs,chica