sábado, 17 de julho de 2010

SE EU FOSSE UM PADRE



Se eu fosse um padre,
eu, nos meus sermões,
não falaria em Deus nem no Pecado
— muito menos no Anjo Rebelado
e os encantos das suas seduções,
não citaria santos e profetas:
nada das suas celestiais promessas
ou das suas terríveis maldições...
Se eu fosse um padre eu citaria os poetas,
Rezaria seus versos, os mais belos,
desses que desde a infância me embalaram
e quem me dera que alguns fossem meus!
Porque a poesia purifica a alma
...e um belo poema — ainda que de Deus se aparte —
um belo poema sempre leva a Deus!


Mario Quintana

2 comentários:

Sônia Silvino disse...

Boa noite, meu anjo!
Vim matar as saudades
e desejar um excelente final de semana!
Muita paz e alegrias no seu coração!
"Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos." Miguel Unamuno
Beijocas carinhosas!!

SÔNIA SILVINO'S BLOGS

Vários temas & um só coração!

Flor ♥ disse...

Que lindo, Sel! Uma ótima escolha!

Bjs.