quarta-feira, 27 de outubro de 2010

MELANCOLIA

Triste agonia em meu ser
melancolia absurda por não te ter
Abate meu coração que por tanto te amar
Clama desesperadamente por esta espera cessar

Que doce ilusão de ser tua
ser amada... é uma loucura!
Fecho os olhos em busca deste doce delírio
Que tanto me domina
E tanto me atormenta
Por não tê-lo aqui comigo

Noites em claro contigo em minha mente
Penso nos momentos que hão de vir e
Lágrimas a escorrer suavemente...
Triste realidade de não estares comigo

Assim então continuo
Com meus doces delírios,
Saudade infinita e
Eterno amor que por ti sinto
E hei de sentir através dos anos
Até que a vida cesse... até o reencontro


Cristina Suzuki


Um comentário:

Baby disse...

Um turbilhão de sentimentos invade o teu peito, com momentos de exaltação alternando com outros de pura melancolia. Assim é a vida de cada um dde nós...
Beijos.