sábado, 16 de outubro de 2010

ORAÇÃO



Dai-me a alegria

do poema de cada dia.
E que ao longo do caminho
às almas eu distribua
minha porção de poesia
sem que ela diminua...
Poesia tanta e tão minha
que por uma eucaristia
possa eu fazê-la sua.
"Eis minha carne e meu sangue!"
A minha carne e meu sangue
em toda a ardente impureza
deste humano coração...
Mas, ó Coração Divino,
deixai-me dar de meu vinho,
deixai-me dar de meu pão!
Que mal faz uma canção?
Basta que tenha beleza...


Mário Quintana

3 comentários:

Marcus Gêmeos disse...

Olá Sél,

Não precisa desculpar... eu entrei em seu blog hoje mesmo! :)

Obrigado pelo comentário... e sucesso para ti e seu blog também!

Adorei também o seu texto e seu modo de escrever!

Beijossss!!!

Michelle disse...

Que mal faz uma canção?
Basta que tenha beleza...

Que lindo isso!
E é verdade né...

Que a beleza de diversas canções alegrem a nossa semana!
Beijos!

Sônia Silvino disse...

Mário Quintana, um gaúcho muio sábio! Adoooooro!!!
Beijocas, minha linda Sél!