sábado, 16 de abril de 2011

SÚPLICA PAGÃ




Sopra, vento,
e carrega além daqui
o que me vai no pensamento;

Corre, água,
e deságua a mágoa no além mar
dessa ausência, demência que me afoga;

Passa, nuvem,
e desliza meu desejo
de querer quem eu não vejo;

Volta, tempo,
e devolve pra os meus braços
os abraços, laços, lentos;

Olha, Deus,
esta tua criatura
com pecados, nada pura
que suspira, chora, inspira.

Concede-me um milagre
e deixai ser, esse amor
que desde sempre já é.
Fazei vinho, do vinagre
e batizai a minha fé.


Célia Sena

4 comentários:

✿ chica disse...

Linda súplica! beijos,ótimo domingo,chica

Silvia disse...

Você sempre trazendo palavras que nos sensibilizam.
Bom domingo!

Sônia Silvino disse...

Uma súplica encantadora e irresistível!
Beijos, amada!

Lara Vic. disse...

lindo! super inspirador! Beijos!