sábado, 7 de agosto de 2010

A ARTE DE PERDER



A arte de perder não é difícil de dominar
Tantas coisas parecem cheias da intenção de serem perdidas
Que sua perda não é um desastre.

Perca alguma coisa todos os dias

Aceite o contra-tempo de perder as chaves da porta
A hora gasta inútilmente.
A arte de perder não é difícil de dominar.

Depois, pratique perder mais, perder mais rápido

Lugares, nomes, situações....tantas coisas

Eu perdi duas cidades, dois rios, um continente

Eu os perdi, mas não foi um desastre.
Até mesmo perder você, a voz brincalhona
aquele gesto que eu adoro
Eu não terei mentido, é evidente

A arte de perder não é difícil de dominar

embora sempre continue parecendo um desastre.


Elizabeth Bishop

2 comentários:

Mila disse...

Olá Linda!
Para quem já aprendeu a perder realmente ela torna-se uma arte...
Quero aprender, rs
Bela poesia!
Bjs Sél
Mila Lopes

Te desejo um ótimo domingo!

Allexia. disse...

Ah Sél, e eu que já perdi a conta de quantas coisas importantes perdi, e sabe, perdi a até as lembranças que não fazem bem ao coração, e pretendo perder quantas vezes for preciso para assim ganhar somente o que realmente preciso para ser feliz.
Sél amo seu blog,detalhe, os corações são uma graça heim menina. Beijos com carinho, obrigada por estar sempre presente lá no meu cantinho.