quinta-feira, 12 de agosto de 2010

ETERNA MAGIA


Versos vulcânicos
Necessidade sagrada
De ver minhas vontades
Todas realizadas
Luzir chama ardente
Evocar força primal
Agarrar tudo com unhas e dentes
ver a tristeza virar carnaval
Versos oceânicos
Lua que pula
Sem sossego
em meu céu
quase cadente
sem mácula, sem véu
criança silente
dormindo ao léu
Versos titânicos
santuário demente
espalho-os grão a grão
na cabeça de muita gente
versos, versos, versos
numa velocidade estridente
bombardeio aéreo de sonhos
destroçando a rotina inclemente.


Marcelo Mourão

2 comentários:

Allexia. disse...

Necessidade sagrada
De ver minhas vontades
Todas realizadas.
Queria ter essas vontades novamente,
mas decidi que vou deixar tudo caminhando a passos lentos, só pra ver o que acontece...
Lindo Sél, bela escolha como sempre.
Bjim.

Sônia Silvino disse...

Sél, minha amada!
Tuas visitas me encantam pelo teu carinho. És um amor!
Os versos que escolhes aqui são lindos e tocantes, amiga!
Bjkas, muitas!